03 Governança corporativa / Ética e conduta

Ética e conduta (G4-DMA, G4-57, G4-58, G4-SO3, G4-SO5, G4-SO7)

A Allianz Seguros conduz seus processos internos e os relacionamentos com todos os stakeholders com base em sólidos princípios éticos. O Código de Ética e Conduta teve como inspiração a política praticada pelo Grupo Allianz. Para garantir sua eficiência, campanhas de conscientização e treinamentos são constantemente realizados para os colaboradores.

O combate à corrupção é um dos principais programas do Grupo Allianz. No Brasil, a Allianz adotou formalmente, desde 2011, o Programa Anticorrupção, baseado nas diretrizes do Grupo. Esse programa estabelece os padrões mínimos de prevenção contra quaisquer atos de corrupção e suborno, independentemente se ocorridos no setor privado ou no público, por pessoas ligadas a governos locais e estrangeiros. A companhia também exige transparência e integridade em todas as suas atividades, sejam elas internas ou perante terceiros.

Anualmente, em 9 de dezembro, quando é celebrado o Dia Internacional contra a Corrupção, são realizados diversos eventos para manter os colaboradores atentos aos temas de compliance. Além disso, também ocorrem uma vez ao ano estudos de Avaliação de Riscos de Corrupção, Fraude e Lavagem de Dinheiro, organizados pelo Departamento de Compliance para aprofundar e avaliar ações inerentes à prevenção desses riscos.

Em 2015, as ações do Programa de Antitruste foram ampliadas no Brasil, seguindo a diretriz global. Em 2014, a companhia realizou treinamentos presenciais para cargos gerenciais e on-line para todos os colaboradores. Além disso, disponibilizou um canal de acesso na área de Compliance e no Departamento Legal para consultas sobre o tema.

Em 2015, os esforços na divulgação do Programa foram incrementados e o assunto passou a ser abordado em toda a organização de forma mais estratégica, enfatizando as áreas de maior exposição e incentivando todos os colaboradores a acessar as diretrizes da empresa. Foram publicadas, na intranet, as normas 304, referente à Norma de Código Antitruste, e 305, que traz a Política Antitruste, para melhor esclarecimento dos colaboradores. Durante esse período não ocorreram processos judiciais públicos relacionados à corrupção movidos contra a Allianz ou seus empregados. Também não ocorreram ações judiciais movidas por concorrência desleal, práticas de truste e monopólio no ano de 2015.